Menu

The Life of Marker 610

dealcolt33's blog

Governo Quer Reforma Tributária ‘fatiada’, Diz Jornal

Decoração Para Quartos Pequenos


O presidente argentino Mauricio Macri iniciou a semana com uma guerra dentro e fora do Congresso, pra aprovação da reforma da Previdência em seu nação, e encerrou festejado pelo presidente vizinho, Michel Temer. “Ele aprovou a Previdência lá na Argentina, viu? ”, disse Temer aos jornalistas na abertura da 51ª reunião de cúpula do Mercosul na quinta-feira, apontando para o encabulado amigo que posava para imagens.


Tal como o Brasil, a Argentina passa por uma correção de rumos macroeconômicos que depende de enérgicas reformas fiscais. Cada nação conseguiu dar um passo. Relação De Trabalhos De Álvaro Siza Vieira , Macri divulgou no encerramento de outubro um pacote de reformas nas esferas tributária, trabalhista e eleitoral. A primeira a ser pautada foi a Previdência.


Após ir pelo Senado, foi aprovada pela última terça-feira por margem apertada de votos pela Câmara. Foram 128 votos a favor e 116 contra a mudança nas aposentadorias, em sessão que durou mais de dezessete horas. Fora do Parlamento, no entanto, o assunto foi de protestos da oposição com confrontos violentos entre policiais e manifestantes, e também greves em setores como transporte público. “Precisamos esperar pelos próximos passos da reforma já que o Cambiemos não tem maioria no Congresso e os episódios de violência nas ruas são capazes de Galeria De Imagens E Modelos do presidente. Entretanto a Previdência era a maior pedra no caminho, o que tem êxito otimismo”, diz a economista do banco BNP Paribas para a Argentina, Florencia Vazquez.


“Ainda esperamos ouvir nova proposta para idades mínimas de aposentadoria próxima entre homens e mulheres e que a reforma tributária seja aprovada ainda este ano na Câmara. Será um 2018 muito mais intrigante pro país”. Os déficits fiscais, a infraestrutura capenga, a alta carga e a complexidade de impostos, a corrupção e o recinto difícil de negócios são características comuns entre Brasil e Argentina.


  • Abril 03, 19:23 #onze celia Como fechar minha cozinha Americans com madeiras decorativas
  • O preto sabe a cena zoom_out_map
  • Nadir Pires da Luminosidade
  • 18/09 | 15h39 Para ajudar, consumir ou enfeitar? Veja dez informações de bowls ou tigelas
  • Os toros de madeira necessitam estar posicionados de forma a não continuar um irão entre eles
  • 8 dicas de decoração de cinco ambientes da moradia que cabem no seu bolso
  • 8 Estilo rústico


No entanto a forma de atacar cada defeito é bem diferente. A vitória em local inóspito de Mauricio Macri é o sonho de consumo pra Michel Temer. Sancionar uma reforma da Previdência em menos de 2 meses seria digno de sonho, considerando que a proposta brasileira foi apresentada existe um ano e insuficiente andou em somente uma das casas legislativas. “É possível que exista uma aparência de que Macri está fazendo mais porque começou de um ponto bem mais baixo da economia. Ele herdou do governo de Cristina Kirchner uma economia muito mais fechada e com muito mais intervenções econômicas por porção do governo”, reitera Thomas O’Keefe, economista especializado em América Latina e professor da Instituição de Stanford.


“No caso da Argentina é preciso uma transformação da economia. Para o Brasil, o desafio é começar um ambiente que possa ser mais favorável aos investidores”. De acordo com O’Keefe, é importante pela condução de uma agenda reformista o suporte político. Projeto De Interiores Valoriza E Assistência Vender Muito rapidamente O Imóvel O Dia , de fato, tem uma questão que a agenda Temer nunca teve: referendo das urnas. Michel Temer e tua popularidade no chão não ajudam a agenda impopular a sair do papel (apesar de o presidente insistir em relatar que a impopularidade é teu trunfo). Operação Lava-Jato e delação de Joesley Batista deixadas de lado, a ingerência sobre a apoio política no Brasil é bem mais difusa que pela Argentina, o que dificulta a articulação política.


A reforma da Previdência argentina foi apresentada em momento friamente calculado. O presidente Macri detalhou seu plano de reformas logo depois ter o teu mandato reforçado nas urnas pelas eleições legislativas de outubro. O partido do presidente, o Cambiemos, ganhou em 13 das vinte e três províncias do país, incluindo nas 5 maiores. Decoração Branca Amplia Apartamento De 70 M² - Residência Vogue /p>

“Vencemos o horror e a resignação”, argumentou o presidente na ocasião. Nota-se, dessa maneira, que o capital político de Macri é crescente, enquanto o de Michel Temer, no Brasil, com um ano de mandato na frente, não vai sair de onde está. O peemedebista teve assim como de esperar as eleições em 2016 pra exibir o texto de mudança das aposentadorias.


Go Back

Comment

Blog Search

Comments

There are currently no blog comments.